O superintendente do Daae, Donizete Simione, reuniu-se com os fiscais da Gerência de Fiscalização e Licenciamento Ambiental, junto ao diretor de Gestão Ambiental, Helton Galvão, para solicitar a intensificação da fiscalização do descarte irregular de resíduos de construção civil (entulho), principalmente, em áreas mananciais, no dia 17 de janeiro, no auditório da autarquia.

Além desse tema, Simioni abordou a epidemia de dengue, solicitando aos fiscais para que se atentam aos demais materiais inservíveis, que podem ser depósitos de larvas do mosquito transmissor da doença. O tema das queimadas urbanas também foi abordado, pois logo após a passagem do período chuvoso, a cidade fica vulnerável a esse risco. “Vamos apoiar a intensificação da fiscalização e contamos com a colaboração da sociedade para que denuncie a deposição irregular de resíduos e outros atos que comprometem a qualidade de vida da cidade”, afirmou Simioni.
O Daae mantém uma estrutura para o recebimento de resíduos de construção civil, que são os bolsões de entulho, localizados no Jardim Santa Lúcia, Jardim Capri, Parque São Paulo, Jardim Igaçaba, Santa Angelina, São Gabriel, Selmi Dei e Victório de Santi. Para denúncias, a população pode ligar para o 0800 770 1595.

Assessoria de Comunicação, 18 de janeiro de 2019.

Pin It

Enquete Daae

Como você avalia o atendimento ao público presencial (PAPs)

facebook

Back to top