O superintendente do Daae, Donizete Simioni, e o diretor de Gestão Ambiental, Helton Alves Galvão, visitaram a sede da Estre Ambiental, em Paulínia, SP, no dia 04 de dezembro. O objetivo foi conhecer o aterro, a Central de Gerenciamento de Resíduos (CGR) e, principalmente, a planta de processamento de resíduos domiciliares, realizado de modo automatizado.

A Planta de Paulínea processa 35 toneladas por hora de resíduos domiciliares, chegando a processar cinco mil toneladas por mês. “O volume de resíduo processado cai para 40% e somente 60% é direcionado para o aterro”, comentou Galvão. O diretor ainda citou uma prática ambiental realizada pela empresa, que é a comercialização de um composto usado como combustível/queima em forno de cimento.
Segundo o superintendente, conhecer novos processos de gerenciamento de resíduos, principalmente quando envolve novas tecnologias, é essencial na definição dos investimentos do Daae. Simioni destaca que a rapidez do processo na separação dos materiais recicláveis do lixo orgânico automaticamente é o único no estado de São Paulo.

Assessoria de Comunicação, 06 de dezembro de 2018

Pin It

Enquete Daae

Como você avalia a coleta e tratamento do esgoto realizado pelo Daae?

facebook

Back to top