O Daae Araraquara possui duas Estações de Tratamento de Água: ETA Fonte e ETA Paiol, que captam água de mananciais superficiais, sendo eles córrego das Cruzes, córrego Anhumas e córrego Paiol. Além disso, o Departamento possui 25 poços que captam água subterrânea do aquífero guarani para o abastecimento público.
A água é captada dos mananciais superficiais e através de bombas e aduzida até as estações de Tratamento.
As Figuras 1a-b representam as captações dos córregos Ribeirão das Cruzes e Paiol e nas Figuras 2a-b a casa de bombas.


                   

                   

Após a captação de mananciais superficiais, a água bruta é enviada por meio de adutoras para o tratamento nas ETAs

Na primeira etapa do tratamento, a água é armazenada no tanque de água bruta onde seu pH é corrigido com solução de hidróxido de cálcio para auxiliar no processo de coagulação. A Figura 4a-b apresenta uma foto do tanque de água bruta.

A próxima etapa consiste na coagulação da água, na qual é adicionado o coagulante orgânico a base tanino vegetal, que tem a função de agregar as partículas sólidas, matéria orgânica, metais (principalmente ferro e manganês comuns em água bruta) e até microrganismos em suspensão. Esta adição ocorre em mistura rápida. A Figura 5 ilustra a adição do coagulante na água

Em seguida, a água é enviada para os floculadores hidráulicos e mecânicos, onde é feita a mistura para aumentar o contato do produto e auxiliar na formação dos flocos que serão removidos na decantação. No floculador hidráulico a água é submetida a passagem em chicanas (passagem da água em zigue-zague através de paredes para aumentar o contato da água com o produto químico) e nos floculadores mecânicos a mistura é realizada lentamente por hélices para não ocorrer a quebra dos flocos. Na Figura 6 é apresentado o floculador hidráulico.

A etapa posterior consiste na decantação, onde a água passa por decantadores que retém os flocos formados na etapa anterior, no sentido ascendente, com isto as partículas maiores são removidas. Em seguida, a água é encaminhada para a filtração, onde os filtros compostos por carvão antracito, areia e pedregulho, retém microrganismos e pequenos flocos não removidos nos decantadores. A água já livre de impurezas segue para as etapas de desinfecção e fluoretação. A Figura 7a-b ilustra os decantadores e filtros da ETA Fonte.

Para atender aos padrões de distribuição estabelecidos pelo Anexo XX da Portaria de Consolidação do Ministério da saúde n° 5, de 28/09/2017, esta água ainda precisa atender os padrões de cloro e flúor tanto na saída do reservatório quanto na rede de distribuição. Então, a água antes de ir para reservação ainda recebe hipoclorito de sódio para desinfecção eliminando os microrganismos e flúor para auxiliar na proteção dentária da população. Araraquara é umas das primeiras cidades a dosar flúor na água. Diferentemente das águas de mananciais, as águas subterrâneas não necessitam das etapas anteriores, somente das dosagens de hipoclorito de sódio e flúor. A Figura 8 ilustra os tanques de hipoclorito de sódio e flúor utilizados na ETA Fonte.

 

Durante o processo de tratamento, a água é monitorada pelos laboratórios da ETA Fonte e da ETA Paiol a cada duas horas para verificação do processo e ajustes das dosagens dos produtos. A Figura 9 ilustra o laboratório ETA Fonte. Após o tratamento, a água tratada é reservada e distribuída para abastecimento público.
Cabe ressaltar a importância do consumo consciente de água, pois, o trabalho para captar, tratar e distribuir a água, coletar e tratar o esgoto e devolver a água ao ambiente é oneroso, além do cuidado com a preservação ambiental.

 

Atualmente, o Daae possui 46 reservatórios que abastecem todos os setores da cidade. A Figura 10 e 11 apresenta imagem de um reservatório apoiado e um elevado, respectivamente.

O abastecimento público também é realizado através de captações subterrâneas que compreendem 25 poços artesianos, sendo eles:
O abastecimento público também é realizado através de captações subterrâneas que compreende 25 poços artesianos, sendo eles:
Poço Aldo Lupo
Poço Bueno de Andrada
Poço Assentamento Bela Vista Poço I
Poço Assentamento Bela Vista Poço II
Poço Assentamento Bela Vista Poço III
Poço Assentamento Monte Alegre
Poço Cruzes
Poço Flora
Poço Fonte
Poço Iguatemi
Poço Ouro I
Poço Ouro II
Poço Paiol II – ETA Paiol
Poço Pinheirinho
Poço Planalto
Poço Parque São Paulo
Poço Rodovia
Poço Santa Marta I
Poço Santa Marta II
Poço Santana
Poço Selmi Dei
Poço Santa Lúcia
Poço Standard
Poço Universal
Poço Zanin

Gerência de Tratamento de Água e Esgotos
(16) 3324-9554
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Unidade de Tratamento de Água
(16) 3324-9550
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

 

 

 

 

 

Pin It

Enquete Daae

De modo geral, como você considera o serviço oferecido pelos bolsões de entulho sob responsabilidade do Daae?

facebook

Back to top